Histórico - AMAJUM

Como sabemos, um grupo de juízes-auditores se reuniu, no ano de 1982, na Sede da 1ª Auditoria da Aeronáutica, da 1ª CJM, localizada na cidade do Rio de Janeiro, sobre a liderança do saudoso Juiz-Auditor, Teócrito Rodrigues de Miranda, para criar uma entidade associativa capaz de promover a independência da Justiça Militar da União e as prerrogativas de seus integrantes.

Assinale-se, que, naquele período, uma iniciativa como essa, na área da Magistratura, particularmente na militar, não era nem bem vista, nem recepcionada pelo Superior Tribunal Militar, que vislumbrava, nesse fato, uma semelhança com o que se passava nos Sindicatos dos Trabalhadores do ABC Paulista, sugerindo, inclusive, a ocorrência de eventuais greves na área do Poder Judiciário.

Por outro lado, os Magistrados do nosso País, já haviam se reunido e constituído a sua entidade de classe, que é a Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB -, cujos postulados são os do fortalecimento do Poder Judiciário, da independência da Magistratura Brasileira e das suas prerrogativas, que se apresentam como destinatárias da sociedade brasileira, a quem beneficia, e não, como privilégio dos juízes. (continua...)

Tenente-brigadeiro Carlos Vuyk de Aquino é o novo ministro do STM

O coordenador da Justiça Militar da AMB e presidente da Associação dos Magistrados da Justiça Militar da União (Amajum), Edmundo Franca, representou o presidente da AMB Jayme de Oliveira, na solenidade de posse do tenente-brigadeiro do ar Carlos Vuyk de Aquino como novo ministro do Superior Tribunal Militar (STM), nesta-terça-feira (27), na sede da Corte, em Brasília.

Líderes femininas exigem mais dignidade e igualdade de direitos

Na Semana pela Paz em Casa, autoridades femininas dos setores público e privado defenderam, nesta segunda-feira (20), a igualdade efetiva de direitos e de dignidade das mulheres em relação aos homens na sociedade.

Treze magistrados ingressam na Academia Internacional de Jurisprudência

Dez juízes brasileiros e três magistrados portugueses passaram a integrar, nesta quinta-feira (20), a Academia Internacional de Jurisprudência e Direito Comparado (AIJDC).