A AMAJUM esteve presente na criação da Academia Brasileira de Ciência, Artes e Letras da Magistratura (Abacalm)

A Associação dos Magistrados da Justiça Militar da União (AMAJUM) esteve presente na pessoa de seu Diretor, o Juiz-Auditor Edmundo Franca de Oliveira, à criação da Academia Brasileira de Ciência, Artes e Letras da Magistratura (Abacalm).

Esta nova associação tem como objetivo resgatar, preservar e divulgar a memória institucional do Poder Judiciário, proporcionando acesso a informações sobre a história da Justiça. Além de pretender realizar congressos, simpósios, pesquisas e revista online, abordando temas jurídicos, interdisciplinares, artísticos e científicos.


Além do Diretor da AMAJUM, estavam presentes a presidente da AMAERJ e vice-presidente Institucional da AMB, Renata Gil, e diretores do Instituto de Magistrados do Brasil, que se reuniram no dia 18 de Fevereiro de 2019. O encontro aconteceu na Sede Administrativa da AMAERJ e a Abacalm terá por sede o IMB, situado no prédio onde funciona o Museu da Justiça do Estado do Rio de Janeiro (Rua Dom Manuel, 29, Centro do Rio de Janeiro).

O encontro definiu a primeira diretoria da Academia:

  • Presidente: Desembargador Eduardo Mayr
  • Vice-Presidente: Desembargador José Sebastião Fagundes Cunha
  • Secretário-executivo: Desembargador Bernardino Machado Leituga
  • 1º Secretário: Desembargador Roberto Luis Felinto de Oliveira
  • Tesoureiro: Juiz Edmundo Franca de Oliveira
  • 1º Tesoureiro: Desembargador Egas Moniz de Aragão Dáquer
  • Orador: Desembargador Nagib Slaibi Filho
  • Diretor Cultural: Desembargador Sylvio Capanema de Souza
  • Diretor Jurídico: Desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz
  • Diretor da Biblioteca: Juiz Marcelo Cavalcanti Piragibe Magalhães

 

FONTE: http://amaerj.org.br/noticias/magistrados-criam-academia-para-preservar-a-memoria-do-poder-judiciario/