A AMAJUM ESTEVE PRESENTE NA COMEMORAÇÃO DE 176 ANOS DO IAB

A Associação dos Magistrados da Justiça Militar da União (AMAJUM) esteve presente na pessoa de seu Diretor, o Juiz-Auditor Edmundo Franca de Oliveira, à comemoração dos 176 anos do Instituto dos Advogados Brasileiros – IAB.

Na sessão solene em comemoração aos 176 anos do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) nesta segunda, dia 05/08/2019, o plenário da entidade foi pequeno para abrigar todos os convidados para o evento, cujo auge foi a homenagem ao Ministro José Paulo Sepúlveda Pertence. O Secretário Geral do Instituto dos Magistrados do Brasil, Desembargador Nagib Slaibi Filho, representou o IMB e foi citado pelo cerimonial. Pelo IMB, também compareceram a Desembargadora Ivone Ferreira Caetano (Conselho Editorial) e o Juiz Federal Edmundo Franca de Oliveira (Diretor de Integração Judiciária).

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso fez a saudação ao ex-presidente do STF Sepúlveda Pertence, que recebeu a Medalha Teixeira de Freitas, mais importante comenda do Instituto. Ao iniciar a saudação, o Ministro Barroso contou que foi colega da Presidente do IAB na faculdade Direito. “Nesse momento em que o país tem sido uma usina de notícias ruins, esse convite me deu a alegria de estar aqui”, comentou.

A Presidente do IAB, Dra. Rita Cortez, e a Dra. Maria Adélia Campelo, primeira mulher a presidir o Instituto, fizeram a entrega da Medalha Teixeira de Freitas ao Ministro Sepúlveda Pertence. A medalha distingue aqueles que deram contribuição inestimável ao Direito e à Justiça.

Aos 81 anos, o Ministro fez um discurso emocionado sobre sua caminhada jurídica engajada e sobre o momento político atual. Contou sobre a satisfação ao ser informado de que receberia a Medalha, com dois sentimentos: passaria a pertencer ao quadro dos já distinguidos com a mais alta horaria do IAB e se questionava se estaria à altura para tal. Assim, manifestou a alegria de fazer parte do grupo seleto, ao lado de todos os que o antecederam, com a homenagem. Citou alguns nomes de juristas, como Nelson Hungria, Evandro Lins e Silva, Antonio Evaristo de Moraes, Nilo Batista, Hélio Saboya, Raimundo Faoro e Bernardo Cabral. “Exerci funções públicas das quais me orgulho”, afirmou. E, ainda, destacou a importância de se garantir a tolerância e o respeito para a existência da democracia.

O Orador oficial do IAB, o criminalista José Roberto Batochio, fez o discurso em homenagem ao 176º aniversário da entidade, contando sobre passagens importantes na história da advocacia brasileira que se confundiam com a própria história do Instituto. Ao final, a Presidente do IAB convidou a todos para um coquetel, que foi servido na sede da OAB/RJ.


FONTE: https://www.imb.org.br/index.asp?pg=noticias.asp&nsx=&hash=4439